Amigos

27 de mar de 2010

A bela dança

E quando ele a tomou para dançar
Ela sentiu uma estranha vertigem
Se deixou levar por aquele estranho
Que ela parecia conhecer tão bem


Uma cegueira confortante
Tomou conta dos dois
Flutuavam sobre a música marcante
Ele parecia sorrir educadamente


Todos pararam e observaram
Ela olhava-o diretamente
Um olhar tão corajoso
Que ele nem reparou


O outro já se deliciava.
Ele via tudo e nada,
Sentia o olhar forte
Mas não o respondia, apenas sorria


O povo aplaudiu,
Se cumprimentaram
Ela voltou e se sentou com o outro
Que sem o que dizer, apenas sorriu


Ele se sentou com o amigo
Que comentou com sorriso irônico:
"Ela retomou a visão."
...Ele não viu


Guilherme Fontoura.

2 comentários: