Amigos

20 de mai de 2010

Velhos anseios

Os verdadeiros rebeldes
ainda sugam nossa vida
para manter o controle
e nos fazer crescer


E eu nem queria crescer
só queria sentar no chão
sem precisar abrir mão
ou pedir licença


Não faço revolução
nem quero lutar pelo que quero
pois o que quero
não é lutar, só querer.


Guilherme Fontoura.

4 comentários:

  1. Liberdade e loucura esta tatuado nas minhas costas, quando tatuei via a liberdade nos atos anarquicos da rebeldia, na destruição, no fazer o proibido só pra me provar certa liberdade, hoje liberdade e loucura não são mais a mesma coisa pra mim, mas as duas palavras juntas continuam fazendo sentido, pq loucura agora é a contemplação da imensidão, o estado meditativo dos poetas de olhar a grandeza interior de si mesmo e do mundo e esse estado é de pura e infinita liberdade. Boa poesia Guilherme!!! Foi mal minha viagem!!! Abraço

    ResponderExcluir
  2. que isso brenão!!
    mto boa a viagem! parabens :D
    a parceria ainda esta de pé né?!
    Abraço! valeu pela presença ^^

    ResponderExcluir
  3. A rebeldia é muito relativa...seguir rebeldes sem uma ideologia própria é alienação.
    Saber o que quer, mesmo que isso seja querer, já é algo que vai além. Liberdade de escolha é o ponto forte da rebeldia.

    Sei lá!

    Beijo Guilherme...

    ResponderExcluir
  4. Muito bem dito, Carolina!
    Obrigado
    Beijos

    ResponderExcluir